Material Design: A nova linguagem da Google

Digital

Material Design: A nova linguagem da Google

Com o lançamento do Android L em meados de 2014, a Google apresentou também a nova linguagem visual usada para todas as plataformas, que hoje acabou se transformando em uma tendência no design. Esta nova linguagem, chamada “Material Design” traz uma simplificação das hierarquias e muitas cores. A principal ideia é inspirar-se em objetos do dia a dia e causar contraste no usuário, reforçando muito bem as principais funções.

O “Material” é uma metáfora. É uma teoria que unifica o espaço racional a um espaço em movimento. O material é baseado em uma realidade tátil, onde as coisas simulam papel e tinta. As dimensões criadas por esta linguagem permitem e incentivam a interação. A luz, a superfície e os movimentos são fundamentais para compreender o objetos entre si, uma iluminação realista indica quais as partes de um layout podem ser movidas.

As cores vivas criam uma hierarquia, definem um significado e um foco; O uso da tipografia em grande tamanho e muito espaço em branco na tela permitem o usuário a mergulhar na interface e concentrar melhor suas ações; Os pontos de importância estão sempre visíveis e em destaque; As animações não acontecem por acaso, elas iniciam como feedback de ações realizadas e os movimentos são adequados, eles servem para concentrar a atenção, são sutis e não espantam.

No site google.com/design o conceito do Material Design é explorado e é possível entender melhor esta linguagem visual que sintetiza os princípios do design com inovação.