Como os usuários seguram smartphones?

Digital

Como os usuários seguram smartphones?

É fundamental, na hora de projetar, considerar que diversos fatores podem influenciar um usuário quando interagindo com o produto.

Steven Hoober, em um artigo no site UX matters, conta como chegou a algumas considerações sobre o uso de smartphones. Embora a pesquisa seja de 2013 e hoje encontramos celulares cada vez maiores no mercado, o modo de interação com estes dispositivos continua muito semelhante.

Com a ajuda de outros pesquisadores ele observou 1333 pessoas em aeroportos, pontos de ônibus, cafeterias, transporte coletivo e outros locais públicos afim de traçar um padrão sobre o modo como seguramos os dispositivos. 780 pessoas do total estavam interagindo com o aparelho: Tocando na tela e realizando inúmeras tarefas. O restante dos observados estava usando a função telefone, ouvindo música ou apenas olhando para o aparelho.

Como as observações foram feitas em público, poucas interações com tablets foram observadas, portanto, estes não fazem parte do estudo. É válido lembrar que o estado em que uma pessoa usa o celular não é estático, o usuário muda a forma como usa o dispositivo com bastante frequência, às vezes por alguns segundos.

Levando em consideração as pessoas que estavam interagindo com a tela, existem três principais modos de interação: 15% dos usuários estava segurando o dispositivo com as duas mãos e usando os polegares para interagir; 36% dos usuários estavam segurando na vertical com as duas mãos em forma de concha e usando um dos dedos para tocar na tela; e 49% dos usuários segurava o aparelho na vertical com apenas uma mão e usando o polegar para interagir.

Dos 15% que estavam segurando o dispositivo com as duas mãos e usando os polegares para interagir, a grande maioria estava com o celular na vertical. Este modo de segurar o aparelho é facilmente relacionado com a digitação.Existem teorias de que digitar com a tela na horizontal torna o teclado maior e facilita o serviço, porém, o uso da tela na horizontal foi inesperado: apenas 10% das pessoas.

Com estas observações, é importante dedicar atenção as partes da tela que são tapadas pelos dedos durante o uso. No infográfico abaixo é possível observar em verde quais partes da tela são facilmente alcançadas em cada modo de uso, em amarelo as que exigem esforço e em vermelho aquelas em que é preciso mudar a forma de segurar o dispositivo para poder alcançar.

É fundamental levar em consideração o modo como o usuário se relaciona com o aparelho na hora de projetar para dispositivos móveis. Apesar desta pesquisa ser uma boa diretriz para projetar para dispositivos móveis, é importante sempre testar a solução com os usuários, pois não existem regras e padrões definitivos para telas sensíveis ao toque, é preciso estar sempre de olhos abertos às novidades.

Referências:

Link para o artigo – “How Do Users Really Hold Mobile Devices?” Steven Hoober, 18/02/2013